9 Comentários

"Sakineh não será executada nesta quarta-feira, diz ONG"

Ontem à  noite a amiga Lolipop vez um apelo em seu blog BANZAI e pediu para divulgar e lutarmos até o último minuto.
Logo após recebi email da amiga Ná do blog  NA CASA DO RAU  que também divulgou  em seu blog.
Disparados twitters  com os dizeres:
 #Confirmada execução SAKINEH *3/11*Leiam aqui : http://lolipop-banzai.blogspot.com/   e ´mais aqui : http://naquintadorau.blogspot.com/ #
Que foram recebidos pela blogosfera que encheu suas janelas num só grito  “SALVEMOS UMA VIDA # SALVEMOS SAKINEH”
Hoje encontro neste site ultimo segundo.ig a notícia de que não haverá mais execução no artigo que vocês podem  ver  AQUI.
O  mundo está em junto e em alerta nesta luta e isso podemos perceber pelo que hoje a Internet vem divulgando.

Anúncios

9 comentários em “"Sakineh não será executada nesta quarta-feira, diz ONG"

  1. Tudo isso é muito triste. Tbém vi a reportagem.Imaginem se fosse no Brasil…Ia morrer muita gente.Carinhosamente,Sandra

  2. Boa notícia que ela ainda está lá,mas tomara um milagre aconteça e que não haja essa morte estúpida… beijos,chica

  3. IRENE QUERIDA..fico feliz demais em saber que não haverá execução.uma barbárie dessas não pode acontecer nunca mais.vamos continuar em campanha.desculpe a ausencia querida tenho tido dias corridos e não tá sobrando tempo pra mais nada…mas aos poucos estarei voltando a ver minhas amigas.deixo-te bjuivos no coração e votos de dias felizes.loba.

  4. Minha querida Irene!Obrigada por tudo.Desde sempre que estamos juntas nessa luta desigual e tão horrenda, como a Lapidação, ou qualquer outra forma de Pena de Morte!Tirar a vida a alguém é horrendo. Quem tem esse direito?????????????Querida, Sakineh não foi morta hoje, acredito no que diz a imprensa, mas a vida dela continua em risco.Dela e dos filhos e dois advogados dela, todos presos.Não baixemos os braços.Hoje assinei todas as petições que me foram dadas.Telefonei para a Embaixada Iraniana em Portugal e deixei o meu comentário escrito para que a pena de morte seja abolida de uma vez por todas.A Blogosfera tem poder! Devemos usá-lo!Unamo-nos para exigir a Sakineh seja libertada, que possa ser acolhida pelo teu país que já se ofereceu para o fazer.Sakineh será A REFERÊNCIA, A BANDEIRA, mesmo que ela acabe por morrer, esta causa jamais pode ser parada.Não se trata de ingerência nas leis de um país nem na sua soberania, trata-se de mostrar ao Mundo que a Pena de Morte é um Crime, muito mais a Lapidação.Trata-se ainda da velha luta pela Libertação da Mulher.Oxalá tudo isto não seja em vão!BeijoNá

  5. Boa noite Irene,a união faz a força, a prova disso está aqui, vamos continuar a usar todos os meios ao nosso alcance para salvar Sakineh.Beijinhos,Ana MartinsAve Sem Asas

  6. OLá, Irene amigaCheguei da roça e encontro a notícia da Coletiva, postei a foto dela… Violência nunca!!! Preconceito jamais!!!Bjm sereno do interior.

  7. Vamos continuar tentando salvar a Sakineh.Bom dia amiga.beijooo.

  8. Olá.Hoje venho aqui para te convidar para participar do amigo oculto do Mix.Passa lá:http://www.mixculturainformacaoearte.com/2010/11/amigo-oculto-de-livros-segundo-ano.htmlTe espero!

  9. essa vagabunda traiu e matou o marido, merece no mínimo a morte por apedrejamento. as pessoas não sabem, mas nesse pais a pena é a mesma pra todo mundo, seja homem, mulher, negro ou branco. vocês vão querer trazer os bandidos americanos para o Brasil também? vamos trazer os iraquianos presos em cuba, vamos trazer os estupradores da california… vocês são imbecis. puramente imbecis e hipócritas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: