3 Comentários

” O RETORNO DE UM PAI”

Alberto estava parado olhando para sua filha Rose que brincava no jardim na casa de seus avôs materno. Olhava para sua filha ali sentada conversando com seus brinquedos, mostrando a doce inocência de uma criança.

Ela já não era aquele bebê pequenino, havia crescido e agora era aquela linda menina de cabelos loiros iguais a mãe. Ainda sentia seu coração apertado quando se lembrava do acidente de carro que havia levado a sua amada e o deixado sozinho com um bebê no colo.

Por mais que não tivesse culpa pela morte da esposa, aquilo o havia levado a uma grande depressão e sem condições psicológicas de cuidar de sua filha. Rose ficou com seus avós enquanto ele esteve em tratamento para poder se estabilizar emocionalmente.
Agora estava recuperado e pronto para cuidar de sua princesa, mas sabia que teria que reconquistá-la e se tornar seu amigo para ter seu amor de volta. Como sonhava com o momento em que ela o chamasse de papai pela primeira vez.

Lembrara muitas vezes das conversas com seu sogro que o tinha como a um filho. Apesar da dor pela perda da filha ele fez de tudo para que ele se recuperasse e sempre o incentivando e dizendo que não era culpado, mas a tristeza o deixou surdo.
Alberto ainda lembrava-se da última frase que ele dissera antes de partir:
– Tudo teria sido diferente se você tivesse acreditado em minhas verdades.

Eram verdades que o seu “eu” não aceitava. Só o tempo e muita terapia o fez voltar à realidade e a viver livre dessa sombra.

Chegou perto de sua filha e disse:
– Olá Rose como vai? Sabem quem sou eu?
A menina com seu rosto rosado pelo calor do sol disse olhando para ele:
– Não. Você é amigo do vovô?

Alberto respondeu que sim e sentando ao seu lado começou a brincar com seus brinquedos. Sabia que o tempo se encarregaria de trazer sua filha de volta para ele e teria todo o tempo do mundo para estar com ela.

 
 
 
 
Irene Moreira
Participação Projeto Suas Palavras
5ª Edição Sentimento
Tema: Carinho
 

ism_rs

Anúncios

3 comentários em “” O RETORNO DE UM PAI”

  1. Lindo texto com o carinho bem evidenciado nele.Adorei! beijos,tudo de bom,chica

  2. E quanto carinho aqui está bem explicito nas tuas palavras , querida maninha Irene.
    Admiro-te pela inesgotável imaginação criativa e pelo talento.
    Parabéns.

    beijo

  3. Difícil obter bons resultados quando insistimos em impor nossas verdades.
    Um suave bater de asas na paz do Senhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: